Dia das Bruxas 2016: Jogando com Personagens de Terror

Como estamos em Outubro, o mês do Dia das Bruxas, pensei em alguns posts dentro desse tema. Hoje vamos ver como jogar com personagens mortos-vivos em alguns sistemas, com apontamentos para onde ter acesso às regras. Aqui procurei sair do óbvio Mundo das Trevas (Vampiro, Lobisomem, Mago, etc.) por ser… óbvio.

Atenção! Os links para DriveThru RPG, RPGNow e DMsGuild são links de afiliado. Caso você compre algum dos produtos linkados, eu vou receber uma porcentagem da venda na minha conta da OneBookShelf. Isso serve para que eu tenha acesso a mais material que possa resenhar, usar em minhas mesas e produzir mais material para o blog. Se você não concorda, use a sua ferramenta de busca preferida para procurar o material linkado nos sites mencionados.

Advanced Dungeons & Dragons 2ª Edição

No cenário de Ravenloft houve uma caixa de expansão, Requiem, que descrevia o arco da ascenção do lich Azalin, por meio de um contrato com a entidade conhecida como Death. Como efeito da ascenção, os jogadores tinham a oportunidade de jogar com personagens mortos-vivos.

Assim, finalmente era possível jogar com esqueletos, zumbis, fantasmas e até liches (considerando que o jogador nunca transformou um mago em lich). Dependendo das habilidades, da classe e do nível do personagem, era possível escolher um ou mais tipos de mortos-vivos. Usando as regras de perícia, o jogador podia ter poderes e fraquezas diferentes, individualizando sua não-vida.

A Dragão Brasil #24 chegou a trazer uma matéria adaptando essas regras para AD&D 2ª edição e para o D&D que a Grow lançou aqui (baseado no BECMI). Talvez essa tenha sido a matéria que mais usei da DB em minhas aventuras. Pelo menos dois personagens na minha campanha de Forgotten Realms foram transformados em mortos-vivos por elas: Rynn, um elfo guerreiro-ladrão (acho que virou carniçal), e H’largh Mosh, clérigo de Gruumsh transformado em múmia como presente por seu deus ao sacrificar o javali montaria de outro personagem, o anão Anvhar Trotsk.

Uma pena que essas regras não foram para a última revisão do cenário: Domínios do Medo, lançado no Brasil pela Devir com tradução de Rogério Saladino.

Outros sistemas compatíveis: For Gold & Glory, OSRIC (é um retroclone de AD&D 1st edition)

Dungeons & Dragons 5th Edition

A quinta edição do RPG mais famoso do mundo também tem sua versão para personagens mortos-vivos: o revenant. O revenant foi apresentado na coluna Unearthed Arcana como uma nova opção de sub-raça de personagem. Seu revenant é alguém que voltou dos mortos para se vingar e quando a vingança for completada, finalmente poderá descansar.

O Monster Manual traz rápidas regras para modificar seus personagens que tenham contraído licantropia ou sido transformados em vampire spawns.

Embora ainda não lançado, o suplemente Volo’s Guide to Monsters, um bestiário específico para Forgotten Realms, traz também regras para jogar com raças monstruosas. Nada impede de termos esperança de podermos jogar com algum personagem morto-vivo ou construto.

Old Dragon

Para Old Dragon, é possível customizar um personagem com modelos de morto-vivo usando o Bestiário. A ideia é similar ao que foi feito no D&D 3ª edição (e por consequência quase todos os jogos que seguem a OGL). Pode-se criar personagens  Licantropos, Vampiros e Mortos-Vivos genéricos, com opções de modificação de seus poderes. Essas regras, entretanto, são voltadas a monstros e NPCs, podendo ser desbalanceadas para personagens jogadores.

Infelizmente, o Guia de Raças não traz nenhuma opção adicional relacionada a licantropos ou mortos-vivos.

Tormenta RPG

O Manual do Arcano, um suplemento para personagens que lidam com as artes místicas, traz em uma caixa de texto uma opção para transformar seu mago em um Lich, descrito no Bestiário de Arton.

O próprio Bestiário de Arton e sua continuação trazem modelos para serem aplicados nos personagens, como o já citado Lich, Vampiro, Zumbi e Esqueleto (BdA), e outros monstros clássicos do terror, como Lobisomem (BdA 2). No livro Guia da Trilogia, há um modelo Meio-Morto-Vivo.

3D&T Alpha

O sistema do 3D&T é o mais fácil para lidar com esse tipo de personagens. Com vantagens e desvantagens para poder simular quase qualquer personagem, dentro das limitações do sistema, a maioria dos mortos-vivos e personagens de histórias de terror já vem descrito como vantagem (ou desvantagem) no livro principal.

Manual 3D&T Alpha: Licantropo, Golem, Esqueleto, Fantasma, Múmia, Vampiro, Zumbi.

Mega City: Traz variações para Vampiros, Lobisomens, Anjos e Demônios, em sua versão do Mundo das Trevas para 3D&T Alpha. O livro Mega City: Manual do Aventureiro expande essas opções com novos kits de personagem.

Tormenta Alpha: Traz o superkit Lich, para jogar com os magos que atingiram a imortalidade através da não-vida.

Savage Worlds

Savage Worlds, como 3D&T, por ser um sistema genérico (com um foco em aventuras pulp) permite muitas combinações. O livro básico já traz uma regra para personagens andróides, mas é com o suplemento Compêndio de Horror que o sistema se destaca: anjos, demônios, dhampyres, fantasmas, golens, lobisomens, vampiros e zumbis são as raças desse suplemento. Outras vantagens e complicações podem ser aplicadas para se montar um Liche (SW adiciona um ‘e’ ao nome do lich).

Já o cenário Accursed traz uma outra visão sobre essas criaturas: os jogadores são antigos servos das Bruxas que guerrearam contra o mundo, venceram e depois desapareceram, deixando seus generais e capatazes para controlar em seu lugar. Alguns desses monstros se rebelaram e decidiram defender a humanidade, da qual um dia fizeram parte. As linhagens de bruxa disponíveis são: dhampir, golens, mongrels (mutantes com partes de animais), múmias, ofídios, renascidos (mortos-vivos com um objetivo), sombras (algo como fantasmas) e vargr (lobisomens).

E o que mais você conhece?

Esqueci de falar de algum suplemento para os sistemas citados? Conhece algum outro sistema que permita jogar com mortos-vivos e outras criaturas clássicas de filmes e histórias de terror? Deixe um comentário.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s